Quantidade de Páginas visitadas

HISTÓRICO COLÉGIO ESTADUAL UNIDADE POLO

Para melhor entender a história do Colégio Estadual Unidade Polo de São José dos Pinhais, inaugurado no dia onze de novembro de 1974, é interessante se analisar alguns aspectos da realidade local, no período que antecedeu a sua inauguração. Durante as primeiras décadas do século XX, o Município passou por um lento processo de crescimento na sua economia e população, a exemplo de todo o Estado, a maioria dos são-joseenses vivia no espaço rural.


São José dos Pinhais, Rua XV de Novembro, ano e autoria da foto desconhecidos.


Na década de setenta, surgiram grandes transformações na vida política e econômica, com a implantação de uma política de industrialização e metropolização das áreas que circulam as capitais dos Estados brasileiros. Dessa forma, é oficialmente criada, em 1973 a chamada Região Metropolitana de Curitiba, e seus municípios passaram a receber incentivos para a criação de pequenos polos industriais, responsáveis pela transformação da vida urbana.
Na década de setenta, paralela a proposta de mudanças no perfil econômico do Município, a população brasileira também viu nascer a Lei 5.692/71, fixando novas Diretrizes e Bases para o Ensino. Com ela ficava extinto o curso primário e ginasial e surgia o Ensino de 1º Grau, com oito séries, e o Ensino Médio passava a denominar-se Ensino de 2º Grau. É neste contexto, que esta Unidade foi edificada em 1974, sendo inaugurada aos 11 dias do mês de novembro do mesmo ano, datando seu funcionamento a partir de 17 de fevereiro de 1975, com a denominação de Escola Estadual Unidade Polo de São José dos Pinhais, sendo que no referido ano letivo ofertou o ensino de 1º Grau de 5ª a 7ª série, devido à implantação gradativa da reforma do ensino.

Professores da primeira turma de formandos - Dezembro de 1976
Em pé: Orlando Imamura, Tomé Modesto Xavier, Sueli Gimenes Matiazi, Ivete Riesemberg Xavier, Maria Helena Scherner, Celso Irineu Monteiro, Maria Vidal Novaes e Ruy Siqueira Bueno.
Sentados: Neli Bonk, Jussara Marques Port, Maria Aparecida de S. Santos, Alencar L. Agner, Regina Josefina Marochi, Ataíde de F. Leal e Lourival Setim.

Criada, através do Premem, juntamente com mais de 10 escolas paranaenses denominadas Unidade Polo, para ser uma escola modelo, não apenas na sua construção predial, inovadora, como também pelo seu corpo Docente e Técnico-Administrativo, o qual passou por um curso intensivo de capacitação de 45 dias na Universidade de Londrina. Equipada com mobiliário completo e demais recursos didáticos pedagógicos a Escola Unidade Polo de São José dos Pinhais procurou desde o início fazer jus aos objetivos propostos de escola modelo.

As turmas de 5ª a 7ª séries foram formadas por alunos de outros estabelecimentos de ensino. Uma grande maioria queria estudar na Unidade Polo, por ser “diferente”, com suas aulas de técnicas, que em alguns alunos despertou interesse pela profissão. Outros foram enviados, pelas demais escolas, por serem "alunos problemas”, que na Unidade Polo, com seu corpo docente recém-formado, recebeu e acolheu esses alunos despertando sua atenção.

Apesar de ser formado por um grupo de profissionais de diferentes escolas e, até mesmo de outros municípios, que acabaram vindo morar em São José, em função deste trabalho, Direção, Professores, Funcionários e alunos, tornaram-se amigos, formando assim uma grande família, Família Unidade Polo.
Após três anos de funcionamento, com a reorganização do ensino, em 8 de Novembro de 1.977, pelo Decreto 4.137/77, passou a fazer parte do complexo escolar São José – Ensino de 1º Grau. Foi reconhecido o Curso de 1º Grau Regular da escola, através da Resolução N.º 19/82 de 07 de Janeiro de 1.982.
Em 1.983 pela Resolução 2.082/83 passou a denominar-se Escola Estadual Unidade Polo – Ensino de 1º Grau.

SALA DE AULA - 1979


O relacionamento com a comunidade sempre foi destaque, possuindo o Colégio um acervo significativo em fotos e relatos dos eventos realizados neste período. Eram esperadas também as apresentações de 07 de Setembro, onde todos os alunos de uniforme de Educação Física, vermelho e branco, cores do Colégio, na época, (permanecendo o vermelho como cor símbolo) desfilavam, acompanhados por caminhões, com instrumentos das quatro disciplinas técnicas - agrícolas, industriais, caseiras e comerciais, despertavam a atenção da população. Haviam concorridas festas juninas e da primavera, onde a parte folclórica sempre esteve em evidencia. Outros destaques foram os Domingos Recreativos e Clubes de Mães.
Na fundação da Escola, foi construída uma biblioteca com um acervo de 2.000 volumes bem diversificados, abrangendo as áreas de formação geral e específica. A formação diversificada não era profissionalizante, mas apenas uma iniciação abrangendo as áreas de técnicas agrícolas, industriais, comerciais e indústrias caseiras.
Em 1.982 o prédio sofreu uma reforma de conservação, quando seus pátios que eram ajardinados foram cimentados.
Pela Resolução Secretarial N.º 473/88, de 22 de Fevereiro de 1.988, foi implantado o Curso de 1º Grau Supletivo, função suplência de Educação Geral – Fase II, em função disso a denominação da Escola passou ser: Escola Estadual Unidade Polo – Ensino de 1º Grau Regular e Supletivo. O Reconhecimento do Curso Supletivo aconteceu pela Resolução N.º 1.336/91 de 24 de Abril de 1.991.


 
1994 - 20 anos de Unidade Polo

Em 1.998 iniciou a oferta do 2º Grau (Ensino Médio), oportunizando aos alunos a continuidade em seus estudos ou ingressarem no mundo do trabalho. Autorizada pela Resolução Secretarial N.º 838/98, a Escola, passou então a denominar-se Colégio Estadual Unidade Polo – Ensino Fundamental e Médio, segundo a LDB 9.394/96. Com o funcionamento do 2º Grau, o Colégio participou do projeto PROEM em 1.998/1.999, ganhando um moderno laboratório de informática e uma nova biblioteca. Com o funcionamento do 2º Grau, o Colégio participou do projeto PROEM em 1.998/1.999, ganhando um moderno laboratório de informática e uma nova biblioteca.
Hoje o Colégio Estadual Unidade Polo, conta com 16.022 exemplares de livros, atendendo aos alunos de 5ª a 8ª séries e do Ensino Médio. A antiga biblioteca passou a funcionar como sala de leitura, propiciando aos alunos conforto e gosto por esta atividade cultural.
Em 1.994 a secretaria do Colégio foi informatizada com o SERE. Neste ano aconteceu também a informatização da biblioteca.
No decorrer destes anos de funcionamento, a Unidade Polo sempre ofertou um ensino de qualidade, preocupando-se com as questões pedagógicas que envolvem toda a comunidade escolar. Podemos citar exemplos tais como: já em meados da década de 80, o ensino da Língua Portuguesa passou a ser ministrada dentro de uma postura diferenciada da tradicional. Em 1.989, foi a primeira escola do Município a introduzir o aluno representante nos Conselhos de Classes. As reuniões de professores por disciplina sempre aconteceram para enriquecimento do trabalho pedagógico. As feiras Unipolo das Ciências, como também as Festas das Nações, ressaltam constantemente a criatividade dos alunos.
Durante esses 30 anos, o Colégio sempre executou projetos especiais envolvendo a comunidade. Vale destacar a formação de um coral, cujas apresentações sempre foram um sucesso, o projeto de Orientação Sexual (comportamento do ser humano para a vida) e valorização pessoal, ministrado aos alunos por psicólogas especializadas, custeadas pela APMF.


 

Matérias sobre o Unidade Polo

Trabalhou também com o CELEM (projeto da SEED), que contemplou o ensino de línguas estrangeiras, ministrando aulas de Francês. Em 1997 e 1998 tivemos também o curso de Espanhol que por falta de profissional habilitado deixou de funcionar em 1999, cursos de iniciação a informática, fazem parte de um projeto, em parceria com a comunidade.
Com a nova biblioteca e laboratório de informática, construiu-se um portal em frente ao Colégio (parte do projeto), e em 2000 concluiu-se a construção do muro (tipo palito), embelezando a frente deste patrimônio.
O Colégio conta com um laboratório de Ciências Naturais – biologia – química, procurando sempre manter todos os equipamentos necessários para as aulas práticas destas disciplinas, possui também, uma oficina e uma sala de arte, que embora improvisada, atende perfeitamente a necessidade dos alunos.
Em 1999 uma sala das dependências administrativas foi cedida à Documentação Escolar, que hoje atende a todas as escolas do município.
Por ocasião dos 25 anos do Colégio a Secretaria Municipal da Cultura de São José dos Pinhais, em parceria com a APM, presentearam o Colégio com um mural, contando a sua história, em azulejo, feito pelo artista plástico Roney W. Erthal. E, ao completar 30 anos, deu-se continuidade ao trabalho artístico. Nesta ocasião foi inaugurada o Laboratório de Informática que leva o nome do Professor Ataíde de Freitas Leal, homenagem feita a um grande professor que tanto lutou por este Colégio.
Em 2003, o Colégio recebeu da Prefeitura Municipal, uma nova pavimentação no estacionamento externo. Neste ano, o Governo Estadual, implementa o “Projeto Patrulha Escolar”, com o objetivo de proporcionar segurança aos alunos das escolas públicas.
Em parceria com o CEPAC- Centro Paranaense de Cidadania, o Colégio passou a desenvolver projetos voltados à sexualidade e cidadania. Com este trabalho, o Colégio foi premiado com o troféu “Diga Sim à Vida”, pelas práticas desenvolvidas na saúde preventiva e cidadania, em 2004.


Jogos Escolares - 1984


No ano de 2005, a Escola é contemplada com nova reforma, inclusive a construção de três canchas esportivas.
Ainda no ano de 2005, após reunião com a Comunidade Escolar, a avaliação deixa de ser bimestral para se tornar trimestral, proporcionando ao aluno melhores oportunidades na construção dos seus conhecimentos.
Destacamos, também, o Projeto das Oficinas, que através dos anos enriquece o trabalho pedagógico, pois através deste, os alunos trocam experiências, aprimorando seus conhecimentos.
As apresentações de teatros, palestras, circo entre outras atividades, são oportunizadas aos alunos, e realizadas em parceria com vários grupos, despertando nos jovens, ampliação de conhecimentos, motivando-os para novas experiências.
No ano de 2009, a Escola optou por adotar o Ensino Médio por Blocos de Disciplinas Semestrais, com Matriz Curricular padronizada pela SEED-PR.
No decorrer destes anos, este Colégio esteve sob a Direção dos seguintes professores: Maria Vidal Novaes, Ataíde de Freitas Leal, Loçanvira das Graças Andriguetto, Frutuoso Alves Pereira, Elza Maria Moro Zétola Dellage, Ruy Siqueira Bueno, Vaniclei Terezinha Pazini dos Santos, Otília Scherner Possebon, Maria Solimar Zen Pauletto Pampuch, Denise Maria Précoma e Walker de Jesus Rebello.

Graças ao empenho e amor de todos que aqui trabalham, temos a plena convicção que este Colégio cada dia se torna melhor.

"Todos os triunfos surgem quando nos atrevemos a começar”.

(Eugene Ware)












Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito